Você reparou como o tempo voou?  Lembro do natal passado como se fosse ontem… e faltam menos de 1 mês para o natal?


Uma pesquisa feita pela ISMA-BR (International Stress Management Association), associação internacional que estuda o estresse e suas formas de prevenção, confirmou aquilo que já percebemos: Um) estudo feito com 678 pessoas, de 25 a 55 anos (homens e mulheres, economicamente ativos), mostrou que 80% delas tem seu nível de estresse maior no final do ano em 75%  (sim, 75%!!!), entre o período da segunda semana de novembro até o fim de dezembro.
E final de ano é sempre aquela mesma loucura de sempre: cidade cheia, trânsito caótico, lojas lotadas, reuniões,  balanços, confraternizações, viagens, etc… e você ainda embarca no mesmo estresse já sabendo como tudo vai acontecer!
Que tal fazer diferente?
Vou te dar algumas dicas para você reduzir o nível de estresse e trocar de ano bem mais leve:

1. Planejamento é TU-DO

Natal é sempre 25 de dezembro. Réveillon, 31 de dezembro. Sabendo disso, e que você tem uma lista de presentes para comprar, viagem para fazer, dentre outros compromissos, por que deixar tudo pra cima da hora?
Compre os presentes antes. E, se quiser ter menos trabalho, compre pela internet. Como um plus, provavelmente você ainda vai economizar, pois os preços devem aumentar nos períodos de festa. Esse planejamento vale para comprar as roupas novas, para os custos com viagens, para checar se seu carro está ok (caso viaje com ele), vale para os relatórios e balanços que precisam ser entregues no trabalho!

2. Tenha metas realizáveis

É um seguimento da primeira dica. Divida poucas tarefas para cada dia, de forma que você consiga realiza-las sem correria. A cada tarefa cumprida, risque-a da lista! Tenha uma rotina definida! Procure sua lista de tarefas à noite, assim, você não precisa rolar na cama enquanto tenta dormir, pensando no que tem para fazer no dia seguinte! Metas realizáveis também com os gastos… afinal, criar dívidas vai fazer com que você leve o estresse contigo para o início do ano seguinte (que já vem tão cheio de gastos – impostos, escola dos filhos, material escolar, etc).

3. Não cumpri as metas que estabeleci para esse ano. E agora?

Você prometeu perder peso, fazer dieta, praticar esporte, parar de fumar, economizar mais ou qualquer outra coisa no final de 2013 para ser cumprida em 2014 e não conseguiu? Não fique pra baixo por conta disso. Como diz uma música do Engenheiros do Hawaii, “… a certeza de que o último dia de dezembro é sempre igual ao primeiro de janeiro…”. E todo dia é dia. É sempre uma nova oportunidade! Seja 01 de janeiro ou 23 de agosto. O importante é começar aos poucos – mas de forma consistente – a mudança que você deseja. A cada semana, corte um cigarro do seu consumo diário habitual. Faça 20 minutos de caminhada 3x/semana. Escolha um esporte que goste e pratique aos poucos. Economize de 1 em 1 real, se for o caso. Se você quer realizar uma mudança, e é do fundo do seu coração, não se prenda ao ritual de trocar de calendário. Aproveite cada oportunidade que surge junto cada nascer do sol (e não é só em 01 de janeiro).

4. Não se cobre!

Ainda mais em tempos de redes sociais, todo mundo vai ostentar os presentes incríveis que deu/ganhou, as festas bacanas, as roupas caras e bem produzidas, a família feliz onde todo mundo se ama, e a virada de ano com a garrafa de champagne mais cara, na praia mais badalada do momento, onde todo mundo está super feliz, super se divertindo, com tudo dando super certo… enquanto você está aí, tendo problemas de relacionamento, brigado com o pai ou a mãe, sem dinheiro pra viajar, com os amigos todos distantes, sentindo-se só, endividado, ou ainda, você nem mesmo gosta dessas festas de fim de ano.

Lembrete 1 : Nem tudo é o que parece! A família está reunida toda sorridente, mas falam mal um dos outros pelas costas. O carinha que está esbanjando, pode nem ter esse dinheiro todo, ou ainda, só fingindo felicidade (muito comum no final do ano… no dia 02 de janeiro a euforia já acabou e tudo volta ao normal). Portanto, siga seu caminho e faça o que tem que ser feito da melhor forma possível, pensando no seu bem e no daqueles de quem você gosta, sem se importar com o que os outros mostram!
Lembrete 2 : Os dias de festa são dias como todos os outros. Se não gosta das reuniões, procure fazer coisas que goste: Sei que as opções podem se reduzir nesse período, mas nada impede de fazer uma boa seleção de livros, de filmes, praticar esportes, fazer uma comida diferente e gostosa só para você!

5. Moderação

É quase impossível não se render aos tantos comes e bebes de final de ano. Portanto, se você tem a agenda cheia, lembre-se de pegar leve nos dias que antecedem e seguem os eventos. Dieta balanceada, natural e muita água. Se você já é portador de alguma patologia, atenção redobrada: Emoções exacerbadas + comilança + bebida alcoólica não é uma boa combinação!

6. Acupuntura

Acupuntura pode reduzir o estresse. Quando alguém está constantemente estressado, há um aumento nas taxas de adrenalina e cortisol devido ao aumento da pressão sanguínea. Quando esses hormônios estão altos, a pessoa fica mais suscetível a ter coágulos e aumenta o risco de um ataque cardíaco

A Acupuntura trabalha reduzindo a pressão sanguínea e a frequência cardíaca, o que reduz os níveis de cortisol e adrenalina. Pontos específicos são usados para relaxar a mente e problemas relacionados como hipertensão e sintomas de doenças cardíacas.

A Acupuntura funciona ao abordar o corpo como um todo. Quando existe um desequilíbrio, os pontos de Acupuntura trabalham para que a energia do corpo retorne ao seu estado normal de fluxo, o que melhora a função de todos os órgãos.

6 dicas poderosas para fugir do estresse de final de ano!

Fisioterapeuta acupunturista em Ribeirão Preto - SP. Apaixonada por Medicina Tradicional Chinesa, ela ama compartilhar sua paixão pelas abordagens naturais de cuidados com a saúde através dos seus textos online, em seu consultório no Alto da Boa Vista e na Ponte Para Luz - onde atende voluntariamente. Ligue para agendar uma consulta - (16) 99221-2676

Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *