Pesadelo de muitas mulheres, a fibromialgia é uma dor músculo-esquelética difusa que atinge diversos ponto dos corpo. Os sintomas envolvem dor generalizada com duração acima de 3 meses, associada à rigidez matinal, fadiga crônica, insônia, ansiedade, depressão e alterações cognitivas – como falhas na memória, concentração e dificuldade em encontrar as palavras certas para se expressar.

De causa ainda desconhecida, a fibromialgia pode também ser associada a processos inflamatórios ou estresse ou ainda, após algum trauma físico. O fato que a fibromialgia está envolvida em uma série de desequilíbrios hormonais, especialmente com a redução de serotonina e pode estar associada também a outras doenças reumatológicas.

O diagnóstico é feito por um médico que vai verificar o histórico de dor crônica com duração acima de 3 meses, presente nos lados direito e esquerdo do corpo, acima e abaixo da cintura, atingindo também toda coluna e parte anterior do tórax. Além disso, é feito um exame físico onde se investiga 18 pontos do corpo e a dor deve estar presente em, pelo menos, 11 deles para confirmar a presença de fibromialgia.

Tratamento da fibromialgia

O tratamento medicamentoso normalmente é feito com antidepressivos, analgésicos e anti-inflamatórios.

O tratamento não medicamentoso é parte importante do processo. É preciso vencer a fadiga e praticar exercícios de baixo impacto (caminhadas, alongamentos, hidroterapia, yoga, etc) de duas a três vezes por semana. Apoio psicológico também é fundamental, visto que a doença provoca um quadro incapacitante sem causa aparente, o que gera atritos no ambiente familiar e profissional, fazendo a paciente lidar com o descrédito. Acupuntura é um excelente tratamento coadjuvante. Altamente reconhecida pelo seu potencial analgésico, muitos estudos provam a eficácia da Acupuntura nos tratamentos de dor crônica, associada ou não ao uso de medicação. Inclusive, o seu efeito dura ainda alguns tempo após o período das sessões (alguns estudos falam em 3 meses, outros, em 2 anos). Por cada organismo ser único, é difícil precisar antecipadamente a duração do tratamento e dos seus efeitos. Apesar disso, é importante não desistir da Acupuntura pelos seguintes motivos:

Estudos mostram que a Acupuntura ajuda a:

  • Reduzir o nível de dor e aumentar a qualidade de vida e bem-estar geral. 
  • Melhorar a qualidade do sono.
  • Reduzir fadiga e rigidez.
  • Potencializar os resultados quando presente como coadjuvante do tratamento.

Além de ter menos efeitos adversos, comparado ao tratamento unicamente medicamentoso.

Fonte:

Araújo, R.A.T. Tratamento da dor na fibromialgia com acupuntura. São Paulo, 2007. Tese (Doutorado) – Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo. 86p.

Deare JC, Zheng Z, Xue CCL, Liu JP, Shang J, Scott SW, Littlejohn G. Acupuncture for treating fibromyalgia. Cochrane Database of Systematic Reviews 2013, Issue 5. Art. No.: CD007070. DOI: 10.1002/14651858.CD007070.pub2

 

 

Por que a Acupuntura é fundamental para tratar fibromialgia?

Fisioterapeuta acupunturista em Ribeirão Preto - SP. Apaixonada por Medicina Tradicional Chinesa, ela ama compartilhar sua paixão pelas abordagens naturais de cuidados com a saúde através dos seus textos online, em seu consultório no Alto da Boa Vista e na Ponte Para Luz - onde atende voluntariamente. Ligue para agendar uma consulta - (16) 99221-2676

Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *